Ver todas as notícias

7_2_2019__0_Logo DD ANGRA DOS REIS CMYK.jpg - uploaded/imgs/noticias/7_2_2019__0_Logo DD ANGRA DOS REIS CMYK.jpg - Disque Denúncia recebeu em Janeiro, 128% a mais de denúncias em Angra dos Reis se comparado à Janeiro de 2018


Disque Denúncia recebeu em Janeiro, 128% a mais de denúncias em Angra dos Reis se comparado à Janeiro de 2018

7/2/2019



Em Janeiro de 2019, o Disque Denúncia cadastrou 89 informações sobre diversas atividades criminosas no município de Angra dos Reis, um aumento de 128% com relação a Janeiro de 2018, quando o serviço registrou 39 denúncias.

Esse aumento se dá pela maior participação da população, que vem se conscientizando com a necessidade de auxiliar a polícia com informações que os levem a realizarem prisões de bandidos e na identificação de pontos de vendas de drogas.

Das 89 denúncias recebidas em Janeiro deste ano, quase metade, 42, veio através do aplicativo para celular “Disque Denúncia RJ”, onde é possível anexar fotos e vídeos juntamente com o relato. Dividindo pela classe do assunto cadastrado pelo Disque Denúncia, substâncias entorpecentes, crimes contra o meio ambiente e crimes contra a administração pública são os mais denunciados. Quando analisadas mais especificamente as classes de assuntos, é possível identificar que 35 denúncias foram sobre tráfico de drogas, sete sobre uso ilegal de serviços públicos (central clandestina de TV a cabo, gato de luz, gato de água...), cinco sobre violência contra a mulher e cinco denúncias envolvendo maus tratos contra animais. Distribuindo geograficamente, Belém, Japuíba e Frade, foram os bairros onde houve a maior concentração das informações.

Já em Janeiro de 2018, quando o serviço recebia dados de todo o Estado, porém não havia convênio com a Prefeitura de Angra dos Reis, o Disque Denúncia recebeu apenas 39 denúncias. Seis dessas vieram pelo aplicativo. Desse montante, as classes de assuntos mais denunciadas foram o de substâncias entorpecentes, crimes contra a pessoa e crimes contra o patrimônio, ou seja, foram 17 informações sobre tráfico de drogas, dez de violência contra a mulher e três sobre ameaça. Naquela ocasião, Belém, Parque Mambucaba e Jacuecanga foram os bairros mais denunciados, com 15 das 39 informações cadastradas na central do Disque Denúncia.

Vale frisar que as denúncias sobre quaisquer atividades criminosas podem ser feitas ao Disque Denúncia, de segunda à sábado, das 7h às 23h pelo telefone 0300 253 1177 (custo de ligação local) ou em qualquer dia da semana e em qualquer horário pelo aplicativo “Disque Denúncia RJ”. Em todos os canais, o anonimato é garantido ao denunciante.

 



Ver todas as notícias

© 2015 Disque Denúncia Rio todos os direitos reservados. Criação e desenvolvimento por ASCOM DD Rio.

O Disque Denúncia é uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública com a sociedade civil do Rio de Janeiro.