Ver todas as notícias

18_7_2018__1_Queimadas LV.jpg - uploaded/imgs/noticias/18_7_2018__1_Queimadas LV.jpg - Linha Verde lança campanha contra queimadas florestais em Petrópolis


Linha Verde lança campanha contra queimadas florestais em Petrópolis

18/7/2018



O tempo seco em todo o Estado do Rio, principalmente no município de Petrópolis, tem favorecido o aparecimento de focos de queimadas florestais em todo o município. Somente na última terça-feira (18), quatro incêndios destruíram mais de 14 hectares de vegetação e cerca de 30 bombeiros atuaram no combate ao fogo no Vale do Carangola, Cascatinha, Secretário e Alto da Serra e segundo a corporação, não foram identificadas as causas de nenhuma dessas ocorrências.

De acordo com números do “Linha Verde”, programa do Disque Denúncia do Rio específico para denunciar crimes ambientais, no ano de 2018 já foram cadastradas 85 denúncias relativas a queimadas em todo o Estado enquanto que em todo o ano de 2017, foram 192 informações. No município de Petrópolis, desde 1º de Janeiro, o Linha Verde recebeu 103 denúncias de crimes ambientais, sendo apenas cinco denúncias queimadas, nos bairros: Duchas, Posse, Centro e Corrêas. A cidade só perde para o município do Rio de Janeiro em termos de denúncias sobre esse assunto.

Para que seja possível combater preventivamente as queimadas florestais, o petropolitano conta com o “Linha Verde”, e, através dos telefones 0300 253 1177 (custo de ligação local) e (21) 2253 1177 ou ainda utilizando o aplicativo para celulares “Disque Denúncia RJ”, a população pode auxiliar a polícia e os bombeiros no combate aos focos de incêndios e até mesmo informando pessoas queimando lixo doméstico próximo a florestas ou entrando em matas com produtos inflamáveis.

Com esse intuito de auxiliar no combate às queimadas florestais, o Linha Verde lança uma campanha específica para Petrópolis, com folhetos informativos a fim de que a população se conscientize e denuncie esse tipo de ação criminosa. Em breve esses panfletos serão distribuídos em todo o município com o auxílio da Unidade de Policiamento Ambiental (UPAm) do Parque Estadual dos Três Picos, parceira do Linha Verde e para onde as denúncias de crimes contra o meio ambiente são enviadas na Região Serrana. Além disso, no caso das queimadas, as informações são repassadas também ao Corpo de Bombeiros, a fim de realizar o combate a esses focos de incêndios.

Vale reforçar ainda que essas queimadas podem ter início também em decorrência de balões que caem acessos nas matas e para ajudar a população na conscientização desses riscos, o Linha Verde dispõe da campanha “Disque Balão”, onde reforça a importância em se denunciar locais de fabricação, armazenamento ou soltura de balões, sempre com a garantia do anonimato.

 

Os focos de incêndio em vegetação são mais comuns quando há conjunção de fatores como altas temperaturas, baixa precipitação e baixa umidade do ar. Embora muitas vezes não seja possível evitar este tipo de ocorrência, o Linha Verde recomenda:


- Não acender fogueiras;
- Não queimar lixo no quintal;
- Não soltar balões;
- Não jogar pontas de cigarro em qualquer ambiente, principalmente, nas estradas próximas à vegetação;
- Não jogar garrafas de vidro em áreas florestais e em beira de estrada. Elas funcionam como lente de aumento para os raios solares, gerando calor.

Saiba quais as conseqüências quando um incêndio atinge a vegetação:

- Alterações do equilíbrio natural em área de florestas em virtude da queimada de espécies vegetais e da evasão e até morte de animais;
- Empobrecimento do solo;
- Destruição de bens.

O que fazer:

Quem provoca incêndio está sujeito a pagar multas altas ou até mesmo ser preso, dependendo das conseqüências dos seus atos. Por isso, é dever de todos a conscientização. É ideal que a população ajude a denunciar este crime através do programa “Linha Verde” do Disque Denúncia do Rio, através dos telefones 0300 253 1177 (custo de ligação local) e (21) 2253 1177 ou ainda utilizando o aplicativo



Ver todas as notícias

© 2015 Disque-Denúncia Rio todos os direitos reservados. Criação e desenvolvimento por ASCOM DD Rio.

O Disque-Denúncia é uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública com a sociedade civil do Rio de Janeiro.