Ver todas as notícias

28_6_2018__0_Procurados (minimizado) 3.jpg - uploaded/imgs/noticias/28_6_2018__0_Procurados (minimizado) 3.jpg - Disque Denúncia pede informações sobre suspeitos de envolvimento na morte de um Policial Militar em Duque de Caxias


Disque Denúncia pede informações sobre suspeitos de envolvimento na morte de um Policial Militar em Duque de Caxias

28/6/2018



O Portal dos Procurados do Disque Denúncia divulga cartaz com recompensa de R$ 5 mil reais e pede informações que ajudem a localizar e prender Davi Lopes da Silva, conhecido como “B2”, de 21 anos; Jonathan Hyrval Cassiano da Silva, vulgo “Bochecha Rosa”, de 22 anos; e Jorge Luiz Amaral, o “Jorginho” ou “JJ”, 22 anos. Eles são acusados de envolvimento na morte do Sargento da Policial Militar do Rio de Janeiro (PMERJ) Douglas Fontes Caluete, de 35 anos. 

Lotado no 15º BPM (Caxias), o sargento foi assassinado após ser identificado como policial durante uma tentativa de assalto, no dia 07/06, em Duque de Caxias, Baixada Fluminense. O PM estava acompanhado da namorada e trafegava pela Avenida Rio Branco, bairro Gramacho, quando foi abordado por cinco criminosos em um veículo; dois deles, armados com fuzis. Eles anunciaram o roubo e, no momento em que subtraíam objetos do casal, avistaram a arma do policial. Sem qualquer chance de defesa ou reação, dispararam contra o policial, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Ao reconhecer o corpo do filho, a mãe dele, Maria José Fontes, 56 anos, passou mal e também morreu. 

Policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), coordenadas pelo Delegado Titular Drº Daniel Rosa, e pelos Delegados Drº André Timoni e Jefferson Ferreira, em ação conjunta com o 15º BPM, prenderam, na manhã desta terça-feira (26/06), Luiz Felipe Rocha Marins, vulgo “Tilu”. Ele é apontado como um dos quatro envolvidos na morte do policial militar Douglas Caluete. 

Os agentes da DHBF continuam em busca dos foragidos Davi Lopes da Silva, Jonathan Hyrval Cassiano da Silva e Jorge Luiz Amaral. Segundo a Especializada, eles integram o tráfico de drogas do Complexo da Mangueirinha, em Duque de Caxias, têm envolvimento na morte do policial Douglas e já são considerados foragidos da Justiça. 

 




Em decisão exarada pela Justiça, através de pedido da Autoridade Policial da - DHBF - Delegado Daniel Rosas, foi expedido mandado de prisão pela 1ª Vara Criminal de Duque de Caxias, sob o nº Processo No 0032470-89.2018.8.19.0021, pelo crime de Roubo Qualificado C/c Lesão Corporal Grave (Art. 157, § 3º, 1ª Parte - C. P.), II E Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - CP), II N/F Concurso Formal (Art. 70 - Cp), Expeçam-se Mandados de Prisão Preventiva, de modo que seja assinalado prazo de 20 (vinte) anos para cada, nos termos do Artigo 3º, Inciso XII, Resolução nº 137, do CNJ.  

 

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dos acusados, favor denunciar pelos seguintes canais: 

Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; 

Central de Atendimento do Disque Denúncia (21) 2253-1177; 

Facebook/(inbox):
https://www.facebook.com/procurados.org/; e 

Aplicativo “Disque Denúncia RJ”.  
 
Todas as informações serão direcionadas ao Setor de Vitimização de Policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada (DHBF) encarregada das investigações e do inquérito criminal.

O Anonimato é Garantido



Ver todas as notícias

© 2015 Disque-Denúncia Rio todos os direitos reservados. Criação e desenvolvimento por ASCOM DD Rio.

O Disque-Denúncia é uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública com a sociedade civil do Rio de Janeiro.