Ver todas as notícias

14_4_2018__0_03164656-2ed6-4b3c-92d8-38aa98749e2d.jpg - uploaded/imgs/noticias/14_4_2018__0_03164656-2ed6-4b3c-92d8-38aa98749e2d.jpg - Duas denúncias do Linha Verde levam policiais a coibirem diversos crimes ambientais em Vargem Grande e Guaratiba


Duas denúncias do Linha Verde levam policiais a coibirem diversos crimes ambientais em Vargem Grande e Guaratiba

13/4/2018



Cinco pessoas envolvidas em uma construção irregular dentro de uma área de preservação ambiental em Guaratiba, na Zona Oeste, foram detidas nesta sexta-feira (13) por policiais militares da 1ª Unidade de Policiamento Ambiental após denúncia encaminhada pelo Linha Verde, programa do Disque Denúncia do Rio de Janeiro específico para denunciar ilícitos contra o meio ambiente.

Ao chegarem no local denunciado, na Rua Euclides Braga, esquina com a Rua Diogo Jacome, observaram uma construção em andamento dentro de uma área urbana de aproximadamente 140 metros quadrados. No local havia um menor e quatro adultos, que, quando questionados, informaram não possuir nenhuma autorização ou licença para aquela obra. Depois de solicitada a perícia no local, os policiais militares se dirigiram à 43ª DP, onde o caso foi registrado.

Em outra ocorrência, que teve como base uma denúncia do Linha Verde, desta vez no Caminho do Cabungi, em Vargem Grande, outros agentes da UPAm Pedra Branca conseguiram constatar uma movimentação do solo, aterramento de curso hídrico e manilhamento em um terreno com cerca de 1000 metros quadrados que faz parte da zona de amortecimento do Parque Estadual da Pedra Branca, considerada Área de Preservação Permanente.

Na localidade havia um homem operando uma máquina retroecavadeira além de outro fazendo serviços de limpeza e quando foram abordados pelos policiais ambientais, informaram que não conheciam o responsável pelo terreno. Eles foram encaminhados à 42ª DP, onde o delegado emitiu um auto de prisão em flagrante com base nos artigos 40 e 60 da Lei de Crimes Ambientais. Na própria delegacia, um outro homem se apresentou e ficou como fiel depositário da máquina retroescavadeira.

Continue denunciando crimes ambientais o Estado do RJ através do Linha Verde, nos telefones 2253 1177; 0300 253 1177 (interior, custo de ligação local) ou pelo aplicativo para celulares “Disque Denúncia RJ”, onde é possível enviar fotos e vídeos, sempre com a garantia do anonimato.



Ver todas as notícias

© 2015 Disque-Denúncia Rio todos os direitos reservados. Criação e desenvolvimento por ASCOM DD Rio.

O Disque-Denúncia é uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública com a sociedade civil do Rio de Janeiro.