Ver todas as notícias

8_9_2017__1_CARTAZ 102 - Minimizado.jpg - uploaded/imgs/noticias/8_9_2017__1_CARTAZ 102 - Minimizado.jpg - Disque Denúncia pede informações sobre envolvidos na morte do PM Júlio Cesar Silva Oliveira


Disque Denúncia pede informações sobre envolvidos na morte do PM Júlio Cesar Silva Oliveira

8/9/2017



O Portal dos Procurados divulga nesta sexta-feira, dia 08/09, cartaz com recompensa de R$ 5 mil por informações que ajudem a polícia a identificar e prender os envolvidos na morte do cabo da Polícia Militar Júlio Cesar Silva Oliveira, de 36 anos, que morreu com um tiro na cabeça e outro nas costas, durante uma tentativa de assalto na Rua Tinharé, em Parada de Lucas, na Zona Norte do Rio. 

Cabo Oliveira era lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Chatuba e voltava do trabalho quando o fato aconteceu. Ele teria reagido a ação dos criminosos; houve troca de tiros e ele acabou sendo atingido.
O militar foi socorrido por PMs do 16º BPM (Olaria). Ele deu entrada no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, já sem vida.

A Divisão de Homicídios – DH/Capital investiga o caso. Segundo a Polícia Civil, foi realizada perícia e estão sendo feitas buscas por câmeras e testemunhas.

O policial era casado e deixa dois filhos. Ele estava na corporação desde 2009.


Quem tiver qualquer informação a respeito da identificação e localização dos envolvidos, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram dos Procurados (21) 98849-6099; pela Central de Atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, pelo Facebook/(inbox), endereço: www.facebook.com/procurados.org/, ou pelo aplicativo “Disque Denúncia RJ”. Em todos os canais de denúncias, o anonimato é garantido. 

Todas as informações serão encaminhadas à Delegacia de Homicídios da Capital – DH/Capital, que está encarregada das investigações e do inquérito criminal.



Ver todas as notícias

© 2015 Disque-Denúncia Rio todos os direitos reservados. Criação e desenvolvimento por ASCOM DD Rio.

O Disque-Denúncia é uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública com a sociedade civil do Rio de Janeiro.