Ver todas as notícias

12_9_2022__1_90600407-bac0-4bbb-9914-b750c835be1e.jpg - uploaded/imgs/noticias/12_9_2022__1_90600407-bac0-4bbb-9914-b750c835be1e.jpg - Denúncia ao Linha Verde leva UPAm a apreender armas de fogo, munições e pássaros silvestres em Itaguaí


Denúncia ao Linha Verde leva UPAm a apreender armas de fogo, munições e pássaros silvestres em Itaguaí

12/9/2022



Através de uma denúncia cadastrada pelo Linha Verde (0300 253 1177) – programa do Disque Denúncia voltado para meio ambiente – sobre caça ilegal de animais, desmatamento e loteamento irregular, policiais militares ambientais conseguiram apreender neste sábado (10) no município de Itaguaí, duas espingardas, mais de 200 munições, dois alçapões e quatro pássaros da fauna silvestre brasileiras.

Os agentes lotados na Unidade de Policiamento Ambiental do Parque Estadual da Juatinga, munidos com as informações do Linha Verde, estiveram na Praia da Quatiquara, em Itacuruçá, onde observaram a varanda de uma casa com quatro gaiolas penduradas. Em seu interior, havia um trinca ferro, um coleiro, um saira sete cores e um curió. Uma pessoa que se encontrava na residência, quando questionada pelos agentes da 4ª UPAm, informou que as aves seriam de seu marido e, mesmo estando o curió com anilha de identificação, os agentes foram informados que o responsável não possuía licença para mantê-los acondicionados em gaiolas. Após terem autorização da proprietária para realizar fiscalização no interior do imóvel, os policiais identificaram duas armadilhas usadas em caça de animais, um bornal contendo oito cartuchos de calibre 28 deflagrados, sete munições do mesmo calibre intactas, uma munição intacta de calibre 32, uma espingarda calibre 28, uma espingarda de pressão calibre 5.5 e uma caixa com 200 munições calibre 5.5. Ao ser questionada sobre as armas e munições, a proprietária do imóvel disse desconhecer que seu marido as tinha na residência, e a equipe da UPAm informou então que eles estariam infringindo o artigo 29 da lei de crimes ambientais por ter sob sua guarda, pássaros sem as devidas licenças, além do artigo 12 da lei 10.826/03 por ter armas de fogo sem registro. Todos os materiais foram apreendidos e encaminhados à 50ª DP, onde a ocorrência foi registrada. Vale reforçar que as aves foram encaminhadas ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS), onde serão devolvidos posteriormente ao seu habitat natural, enquanto que as armas e munições ficaram apreendidas no cartório da 50ª DP.

O Linha Verde, programa do Disque Denúncia voltado para o meio ambiente, solicita a ajuda da população para denunciar crimes ambientais em todo o Estado do Rio. Por telefone, as denúncias podem ser feitas pelos números 0300-253-1177 (custo de ligação local) ou (21) 2253-1177. O serviço também disponibiliza o serviço via Internet, através do aplicativo para celular “Disque Denúncia RJ”, pelo WhatsApp através do (21) 99973-1177, pelo site do Disque Denúncia ou pelo Facebook. Em todos os canais o anonimato é garantido ao denunciante.

LINHA VERDE, o Disque Denúncia do Meio Ambiente



Ver todas as notícias

© 2015 Disque Denúncia Rio todos os direitos reservados. Criação e desenvolvimento por ASCOM DD Rio.

O Disque Denúncia é uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública com a sociedade civil do Rio de Janeiro.