Ver todas as notícias

28_7_2022__0_E8ihequXIAIrjkc.jpg - uploaded/imgs/noticias/28_7_2022__0_E8ihequXIAIrjkc.jpg - Suspeito de envolvimento na morte do músico Sérgio Satmile é preso pela Polinter com ajuda do Disque Denúncia


Suspeito de envolvimento na morte do músico Sérgio Satmile é preso pela Polinter com ajuda do Disque Denúncia

27/7/2022



Policiais da Divisão de Captura e Policia Interestadual da Policia Civil do Rio – Polinter/DC, com informações repassadas pelo Disque Denúncia, prenderam na tarde desta quarta-feira (27), Flávio Lima de Mello, de 31 anos. De acordo com a polícia, ele seria um dos envolvidos na morte do empresário, músico e publicitário Sérgio José Coutinho de Stamille, de 41 anos, em agosto de 2021, e foi localizado em frente a uma agência bancária na Rua Cardoso de Moraes, no bairro de Bonsucesso, Zona Norte do Rio.

Segundo investigações à época, no dia 09 de agosto de 2021, por volta das 01h34, na Avenida Francisco Bhering, no Arpoador, em Ipanema, Zona Sul do Rio, em uma localidade conhecida como “Parque Garota de Ipanema”, Flávio e seu comparsa - Pablo Francisco da Silva, vulgo “Gordinho”, de 22 anos, que foi preso em dezembro do mesmo ano, em Ipanema -, assassinaram a vítima quando tentavam roubar o seu celular. 

Contra ele, constava um mandado de prisão, expedido pela 1ª Vara Criminal da Capital, pelo crime de Homicídio Qualificado.

Após receber voz de prisão, sem oferecer resistência, Flávio foi levado à sede da Polinter, na Cidade da Polícia, onde foi formalizado os procedimentos de Polícia Judiciária. Em seguida, ele foi encaminhado para uma unidade prisional da Secretaria de Estado e Administração Penitenciária (SEAP), onde ficará à disposição da Justiça.   

Ainda segundo a polícia, no ato da prisão, Flávio relatou aos policiais que "Gordinho" queria roubar o músico, mas, que, após uma discussão, a vítima entrou na “Gruta de Santa Sara” e foi seguido pela dupla. No interior da gruta, Pablo e Sérgio teriam em luta corporal e, em determinado momento, Pablo conseguiu aplicar o golpe “mata-leão” na vítima, que desfaleceu e veio à óbito.

Ele concluiu que Sérgio já havia tido outros pertences furtados por Pablo, dias antes do crime, como a carteira e outros pertences pessoais.

 

 

O Disque Denúncia recebe informações sobre a localização de foragidos da Justiça nos seguintes canais de atendimento:

Central: 21.2253 1177

WhatsApp Portal dos Procurados: 21.98849 6099

Aplicativo: Disque Denúncia RJ

 

O anonimato é garantido.



Ver todas as notícias

© 2015 Disque Denúncia Rio todos os direitos reservados. Criação e desenvolvimento por ASCOM DD Rio.

O Disque Denúncia é uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública com a sociedade civil do Rio de Janeiro.