Ver todas as notícias

15_6_2022__0_E8ihequXIAIrjkc.jpg - uploaded/imgs/noticias/15_6_2022__0_E8ihequXIAIrjkc.jpg - Pastor acusado de agredir a filha de dois meses é preso por policiais da DPCA de Niterói com ajuda do Disque Denúncia


Pastor acusado de agredir a filha de dois meses é preso por policiais da DPCA de Niterói com ajuda do Disque Denúncia

15/6/2022



Policiais da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente de Niterói (DPCA-NITERÓI), munidos de dados de investigação do Setor de Inteligência e com informações do Disque Denúncia, localizaram e capturaram ontem (14), Rogério Chaves da Silva, conhecido como “Rogerinho”, no momento em que o pastor se deslocava até uma igreja no bairro de Quintino Bocaiuva, na Zona Norte do Rio.
De acordo com a investigação realizada pela Polícia Civil, em abril de 2016, o pastor agrediu brutalmente a filha de apenas dois meses de idade. Na época, foi feita uma tomografia na criança constatando muitas lesões compatíveis de quando uma criança é sacudida, a ponto de movimentar o cérebro. Um exame de imagem revelou fratura temporal e hemorragia, além de contusão no tecido cerebral. A criança tinha um quadro de trauma e havia uma hemorragia ocular. 
A ação violenta, praticada pelo acusado, resultou em consequências graves e permanentes à vida da criança; ela ficou cega, paraplégica e com comprometimentos cognitivos.
Segundo a polícia, durante todo o processo investigativo, e tentando dificultar sua prisão, Rogério buscou abrigo no Complexo da Maré, onde passou a pregar cultos evangélicos em um dos templos religiosos da comunidade. 
Contra ele, havia um mandado de prisão preventiva expedido pela 1ª Vara Criminal da Regional de Jacarepaguá, com fundamento na violação dos artigos 129, § 1º, II e III e § 2º, II n/f do § 10º e 339, caput, tudo n/f do art. 69, todos do Código Penal, além de anotações criminais por injúria, ameaça e difamação; praticados no contexto de violência doméstica e familiar contra a mulher. 
Após receber voz de prisão, "Rogerinho" foi levado até a Cidade da Polícia, para o cumprimento do mandado.

 


 

Denúncie a localização de foragidos da Justiça ao Disque Denúncia:

Central de atendimento: 21.2253 1177
WhatsApp Portal dos Procurados: 21.98849 6099
Aplicativo: Disque Denúncia RJ

O anonimato é garantido.



Ver todas as notícias

© 2015 Disque Denúncia Rio todos os direitos reservados. Criação e desenvolvimento por ASCOM DD Rio.

O Disque Denúncia é uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública com a sociedade civil do Rio de Janeiro.