Ver todas as notícias

21_4_2020__0_EFKu58rWwAIPb3V.jpg - uploaded/imgs/noticias/21_4_2020__0_EFKu58rWwAIPb3V.jpg - MPRJ apresenta diagnóstico de denúncias relacionadas ao Covid-19 recebidas pelo Disque Denúncia


MPRJ apresenta diagnóstico de denúncias relacionadas ao Covid-19 recebidas pelo Disque Denúncia

21/4/2020



O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio de seu Centro de Pesquisas (CENPE/MPRJ), apresenta um diagnóstico das denúncias relacionadas ao Covid-19 recebidas pelo Disque-Denúncia no período entre os dias 16 de março e 9 de abril deste ano.

Os dados revelam que o volume de chamadas envolvendo o tema registrou no período uma média diária de 221 denúncias, valor próximo à média diária para todos os assuntos em 2019 (264) . Do total recebido (6.648), 96%  é sobre desrespeito às recomendações para distanciamento social,  que noticiam aglomerações (2.885), funcionamento irregular de estabelecimentos (1.856) e questões trabalhistas (1.626).  A análise elaborada pelo CENPE/MPRJ apresenta mapas com representação gráfica dos pontos onde houve maior distribuição de denúncias de aglomerações, funcionamento irregular e questões trabalhistas relacionadas ao Covid-19 no Estado do Rio.

 



Os dados apontam que 60% dos relatos de aglomerações é sobre concentração de pessoas em empresas, comércios, bares e restaurantes. Inicialmente houve elevado registro de denúncias em empresas, tendo diminuído a partir da primeira semana, com subsequente crescimento de relatos sobre bares, restaurantes e comércios.

O diagnóstico conclui que os estabelecimentos comerciais, empresas, bares e restaurantes concentram a maior parte das denúncias relacionadas ao descumprimento de recomendações de distanciamento social. Os relatos de aglomerações e abertura irregular de comércio aumentam com o tempo, enquanto os que apontam questões trabalhistas diminuíram bastante a partir da primeira semana de isolamento.  Entre os bairros com maior número de denúncias estão Centro, Campo Grande, Barra da Tijuca, Tijuca e Madureira.

 


"O monitoramento dos dados do Disque Denuncia é essencial para o MPRJ entender que ações e medidas precisam ser reforçadas no combate a epidemia. Em particular, a análise permite acompanhar quais os principais problemas relatados, em que locais mais se desrespeita as medidas e como o cumprimento de medidas tem variado nas últimas semanas", afirma a coordenadora do CENPE, Joana Monteiro.

 

A apresentação desse diagnóstico pelo CENPE/MPRJ é possível graças a um acordo de cooperação assinado em 31/01/2019 pelo procurador-geral de Justiça, Eduardo Gussem, e o coordenador do Disque-Denúncia, Zeca Borges,  para o  compartilhamento de dados entre o MPRJ e a central de atendimento, respeitando-se os limites impostos. O acordo prevê a utilização desses dados para atividades de pesquisa e diagnósticos, bem como em sua atividade-fim.



Ver todas as notícias

© 2015 Disque Denúncia Rio todos os direitos reservados. Criação e desenvolvimento por ASCOM DD Rio.

O Disque Denúncia é uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública com a sociedade civil do Rio de Janeiro.