Ver todas as notícias

18_12_2019__1_aaaaaaaa.jpg - uploaded/imgs/noticias/18_12_2019__1_aaaaaaaa.jpg - Tanto mar: Frade – Uma guerra sem fim


Tanto mar: Frade – Uma guerra sem fim

18/12/2019



Tanto mar
Frade – Uma guerra sem fim


Pelo mar. Peixão chegou em Belém pelo mar. Em lancha, como também chegou 3N. Pouco antes de morrer, o traficante de São Gonçalo teria passado três semanas no Parque Belém, em Angra dos Reis. Veio pelo mar.


O objetivo parecia ser a tomada do Frade, em poder do Comando Vermelho. O que representa o domínio de Angra para estes traficantes do Rio? Particularmente o Frade. Pelo mar... o que mais nos chama a atenção é o que pode representar o mar para estes bandidos. Por que será que TCP e CV lutam pelo Frade? Por que saem de seus redutos em Santa Cruz e em São Gonçalo, e vêm para uma guerra sangrenta nas comunidades de Angra?


O Frade, em Angra dos Reis, vem sendo o centro das disputas envolvendo estas duas facções. Há algum tempo, ali era reduto do CV e quem comandava as bocas de fumo na localidade era o traficante Zinho. De acordo com algumas informações, ele hoje encontra-se no Nordeste. Enquanto isso, a comunidade vinha sendo controlada pelo traficante conhecido como Sem Roupa.


No início do mês de novembro, a Polícia Militar realizou uma operação no Frade, onde foram apreendidos três fuzis, sete pistolas, além de drogas. Essa operação causou um prejuízo enorme para o CV, com a morte de 9 integrantes da boca e prisão de três envolvidos. Assim que acabou a operação, os traficantes do TCP entraram na comunidade, tirando fotos e fazendo vídeos, provocando o CV. Uma semana depois, uma parte do TCP do Rio foi para Angra, a fim de fortalecer seu bando em Parque Belém. Ali e no Frade o TCP estava sendo patrocinado por Parada de Lucas e Vila Aliança, e no Areal, os recursos do CV vinham dos refugiados de Antares e Rodo, em Santa Cruz.


Exatamente um mês após o TCP ter tomado o Frade, os invasores deram tiros para o alto e estouraram fogos de artifício para comemorar. Não contavam com que no dia seguinte o Comando Vermelho tentasse novamente reconquistar o Frade. Traficantes do Areal (CV) avançaram então para a retomada da comunidade e colocaram traficantes do TCP para correr em direção ao Belém, fazendo então diversos vídeos sobre o novo domínio do CV ali.


Neste fim de semana, no sábado, 14/12, mais um capítulo dessa novela. Traficantes do TCP, conhecidos como o Bonde do HD, do Hélder, juntamente com Juninho Corta Cabeça, além de bandidos de Senador Camará, Vila Aliança, Maré e o traficante Peixão, da Cidade Alta, enfrentaram, novamente o CV no Frade.


Diversos corpos foram encontrados no interior da comunidade e, como houve algumas homenagens por parte do TCP, é provável que esses mortos sejam da facção. Novos dados colhidos apontam que, atualmente no Frade, o CV tem o domínio das localidades do Sertão e Constância, porém ainda existem componentes do TCP em algumas localidades acima, até a pedreira.


Qual o papel do mar nesta guerra? Apenas uma opção de uma rota mais segura e tranquila? O uso das águas da baía de Guanabara já pode ser considerado uma opção conhecida. Traficantes do Salgueiro e de Itaoca costumam ir para Paquetá quando a chapa esquenta para o seu lado, de lancha. Armas chegam à praia de São Conrado, para a Rocinha, também vindas de São Gonçalo. Pelo mar. Agora Angra recebe lanchas do Rio. Vieram pela baía de Sepetiba e Ilha Grande? Uma rota também conhecida é a que leva drogas de Jacareí para a Ilha Grande. Tanto mar.



Ver todas as notícias

© 2015 Disque Denúncia Rio todos os direitos reservados. Criação e desenvolvimento por ASCOM DD Rio.

O Disque Denúncia é uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública com a sociedade civil do Rio de Janeiro.