Ver todas as notícias

7_6_2017__1_Encontro DD e DEAM2.jpg - uploaded/imgs/noticias/7_6_2017__1_Encontro DD e DEAM2.jpg - Disque Denúncia realiza encontro com delegadas de DEAM’s


Disque Denúncia realiza encontro com delegadas de DEAM’s

7/6/2017



Na manhã desta quarta-feira (07) uma iniciativa do Disque Denúncia em parceria com a Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher (DPAm) possibilitou um encontro com as delegadas titulares de Delegacias de Atendimento a Mulheres.

O encontro, que ocorreu no Disque Denúncia, teve como objetivo discutir, promover ações de combate à violência contra a mulher e o fortalecimento da rede de informação entre as instituições.

Com canais propícios para denunciar de forma anônima, como o Disque Denúncia do RJ, que absorve inclusive demandas do “180” (que foi criado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), em 2005, para servir de canal direto de orientação sobre direitos e serviços públicos para a população feminina em todo o país), as mulheres tem buscado se libertar da violência, muitas vezes cometidas pelos homens, sejam companheiros, amigos, namorados, maridos. Exemplo disso é que, em apenas cinco meses do ano de 2017, o Disque Denúncia registrou um aumento demasiado dessas denúncias se comparado a todo o último ano.

Analisando o banco de dados, percebe-se que houve um aumento de aproximadamente 125% se compararmos as denúncias de Janeiro à Maio de 2016 com o mesmo período em 2017. A disparidade é tão grande e o crescimento das notificações é expressivo quando se verifica que em todo o ano passado foram registradas 3453 denúncias e, nos primeiros cinco meses deste ano, 75% desse montante já foi alcançado. Comparando apenas o mês de Maio, houve um crescimento de 200% em relação ao último ano.

De acordo com a delegada Marcia Noeli, diretora do DPAM, a mulher está descobrindo a força que tem, denunciando cada vez mais sem medo de retaliação: “Graças ao apoio da mídia, das campanhas que são desenvolvidas, a criação da Lei Maria da Penha, as medidas protetivas e todos os mecanismos que estão sendo criados para acabar com a violência doméstica, as mulheres tem sido encorajadas a denunciar mais, por isso há esse aumento dessas informações. Aqui no DPAm temos uma campanha que expressa bem isso: "Não deixe para denunciar amanhã quem te agride hoje”, comentou a delegada.

Vale ressaltar que a participação da população é extremamente importante e que o Disque Denúncia do RJ (2253 1177 ou 0300 253 1177) possui um Núcleo de Violência Doméstica (NVD), responsável pelo recebimento, monitoramento e encaminhamento desse tipo de denúncia até as DEAM´s e, mantém esse canal de denúncias aberto para quem quiser e precisar denunciar qualquer tipo de violência cometido contra a mulher

Outro ponto importante discutido nesse encontro entre o Disque Denúncia e as DEAM´s, foi a questão do envio de denúncias recebidas pelo DD, a partir de seu Núcleo de Violência Doméstica, o tratamento que a informação recebe quando o denunciante entra em contato e o fortalecimento da rede de informações entre as duas instituições.

Dessa forma, ao receber as informações através de denúncias anônimas, haverá um cuidado diferenciado no repasse às delegacias de atendimento à mulher, que por sua vez, vão buscar maneiras de ajudar e até salvar a mulher vítima de violência, seja ela física ou verbal.

Além da equipe do Disque Denúncia, estiveram presentes também as delegadas da Deam Oeste, Deam Caxias, Deam Jacarepaguá, Deam Centro, Deam São Gonçalo, Deam Volta Redonda, Deam Cabo Frio, Deam Angra, Deam Niterói e Deam São João de Meriti.



Ver todas as notícias

© 2015 Disque-Denúncia Rio todos os direitos reservados. Criação e desenvolvimento por ASCOM DD Rio.

O Disque-Denúncia é uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública com a sociedade civil do Rio de Janeiro.