Ver todas as notícias

1_2_2017__1_010217977138748_Fabricauuodecosmuticos-LinhaVerde.jpg - uploaded/imgs/noticias/1_2_2017__1_010217977138748_Fabricauuodecosmuticos-LinhaVerde.jpg - Produtos químicos usados na fabricação ilegal de cosméticos são apreendidos e homem é autuado após denúncia do Linha Verde


Produtos químicos usados na fabricação ilegal de cosméticos são apreendidos e homem é autuado após denúncia do Linha Verde

1/2/2017



A partir de uma denúncia de crime contra a saúde pública e crime ambiental encaminhada pelo Linha Verde - programa do Disque Denúncia do RJ específico para denunciar crimes contra o meio ambiente - ao Comando de Polícia Ambiental, policiais conseguiram apreender nesta terça-feira (31) diversos materiais utilizados de forma ilegal para fabricação de cosméticos para cabelos, em Itaboraí, na Região Metropolitana.

Na denúncia constavam informações de que um homem fabricava produtos como escovas progressivas com a utilização de formol e outras substâncias químicas e que os resíduos desses produtos eram despejados no esgoto da rua.

Desta forma, os policiais seguiram as informações do Linha Verde e se deslocaram até uma residência localizada na Rua Mirtes Leal Carvalho, onde encontraram Paulo Roberto Duarte, de 55 anos, acusado de fabricar os produtos sem qualquer autorização para manusear os produtos químicos.

Após vistoria na residência, os agentes confirmaram a veracidade da denúncia, apreendendo ainda: 184 potes de cremes hidratantes e condicionador, 30 caixas de papelão, uma balança, uma batedeira industrial, um fogão industrial, 500 embalagens plásticas para cosméticos, 90 litros de queratina, cinco litros de lauril, 50 litros de silicone, 100 litros de shampoo capilar, 20 litros de creme de massagem, 150 quilos de manteiga karité, 150 quilos de manteiga muru muru, 30 quilos de cosmo pró, 60 litros de essência, cinco litros de quaternário, 30 quilos de álcool ceto e 10 litros de óleo mineral.

Paulo Roberto foi encaminhado à 71ª DP, onde responderá de acordo com o artigo 56 da Lei de Crimes Ambientais (9605/98) e os produtos apreendidos foram acautelados para a realização da perícia.

O Linha Verde solicita a população que continue denunciando crimes ambientais em todo o Estado do Rio através dos telefones  0300 253 1177 (interior, custo de ligação local) ou 2253 1177 (capital). O anonimato é garantido ao denunciante. A população pode também conhecer e curtir o Linha Verde no facebook, através do endereço – www.facebook.com/linhaverdedd

Linha Verde, o Disque Denúncia do Meio Ambiente.



Ver todas as notícias

© 2015 Disque-Denúncia Rio todos os direitos reservados. Criação e desenvolvimento por ASCOM DD Rio.

O Disque-Denúncia é uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública com a sociedade civil do Rio de Janeiro.