Ver todas as notícias

28_6_2018__0_Procurados (minimizado).jpg - uploaded/imgs/noticias/28_6_2018__0_Procurados (minimizado).jpg - Disque Denúncia pede informações sobre envolvidos na morte de dois policiais; Civil e Federal


Disque Denúncia pede informações sobre envolvidos na morte de dois policiais; Civil e Federal

28/6/2018



O Portal dos Procurados do Disque Denúncia lança cartaz “Quem Matou?”, nesta quinta-feira (28/06), pedindo informações que identifiquem e prendam os envolvidos na morte do Policial Federal (aposentado) Luis Carlos Dias e do Agente da Polícia Civil do Rio de Janeiro (PCERJ) Eduardo Freire Pinto Guedes Filho, de 47 anos. Para isso, oferece recompensa de R$ 5 mil. 
 




O agente aposentado da Polícia Federal Luiz Carlos foi assassinado na noite do dia 26/06, por volta das 23h, após ser baleado durante um assalto no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio. O policial fazia uma caminhada e passava pela Rua Gustavo Corção quando, na altura da Avenida Guinard, foi abordado por bandidos em um carro branco. Após recusar-se a entregar seus pertences, o policial tentou correr, mas acabou sendo atingido pelas costas. Segundo testemunhas, mesmo ferido, o policial tentou pedir ajuda, mas morreu antes mesmo do socorro chegar. 

No caso do Policial Civil Eduardo Freire, o crime aconteceu na manhã do dia 27/06 após uma tentativa de assalto na Rua Adolpho Bergamini, no Engenho de Dentro, Zona Norte do Rio. Conhecido como Paquetá, e lotado na Coordenadoria de Fiscalização de Armas e Explosivos (CFAE), o Agente chegou a ser levado para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo informações, o policial voltava do mercado, a paisana, e percebeu que estava sendo seguido. Ele foi abordado, em frente ao imóvel onde residia, por um homem que anunciou o assalto e pediu seu cordão de ouro. Ainda segundo informações, eles entraram em discussão e o assaltante efetuou três disparos fugindo, em seguida, na moto de um comparsa que já o aguardava. 


Chegamos à metade do ano de 2018, com 70 Agentes de Segurança mortos no Estado do Rio de Janeiro; 58 da Policia Militar, 04 da Policia Civil, 03 Agentes Penitenciários do SEAP, 03 do Exército Brasileiro (EB), 01 Guarda Municipal de Bom Jardim e 01 Policial Federal.  

 


Quem tiver qualquer informação a respeito da identificação e localização dos envolvidos, favor denunciar pelos seguintes canais:

Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados (21) 98849-6099;

Central de Atendimento do Disque Denúncia (21) 2253-1177;

Facebook/(inbox)
https://www.facebook.com/procurados.org/; e


Aplicativo “Disque Denúncia RJ”.

 
Todas as denúncias serão encaminhadas ao Grupo de Ação Conjunta (GAC) - formado pelo Núcleo de Investigação de Morte de Policiais da Delegacia de Homicídios da Capital (NIMP) e pelo Grupo de Pronta Resposta da Coordenadoria de Inteligência da PMERJ (GPRI) - encarregado do caso.

O Anonimato é Garantido.



Ver todas as notícias

© 2015 Disque-Denúncia Rio todos os direitos reservados. Criação e desenvolvimento por ASCOM DD Rio.

O Disque-Denúncia é uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública com a sociedade civil do Rio de Janeiro.