Ver todas as notícias

23_12_2017__0_ee8b17bf-ce30-48bc-8ab0-2362b84a6756.jpg - uploaded/imgs/noticias/23_12_2017__0_ee8b17bf-ce30-48bc-8ab0-2362b84a6756.jpg - Polícia Ambiental identifica locais onde havia extração ilegal de substância mineral na Região dos Lagos com ajuda do Linha Verde


Polícia Ambiental identifica locais onde havia extração ilegal de substância mineral na Região dos Lagos com ajuda do Linha Verde

23/12/2017



Nesta sexta-feira (22), através de informações encaminhadas pelo Linha Verde, programa do Disque Denúncia do RJ específico para que a população de todo o Estado denuncie crimes ambientais, policiais militares da Unidade de Policiamento Ambiental (UPAm) Costa do Sol conseguiram localizar dois terrenos na Região dos Lagos onde havia indícios de extração de substância mineral, prática considerada crime ambiental.

De acordo com os agentes da 8ª UPAm, uma das denúncias do Linha Verde levou os policiais até Iguaba Grande, onde na Estrada Arlindo Tavares, no bairro Vila Nova, foi observada uma área de aproximadamente mil metros quadrados com vestígios da retirada de grande quantidade de aréola. Durante a fiscalização, os policiais realizaram diversas buscas no entorno da localidade, mas não conseguiram encontrar nenhum responsável pelo crime ambiental. A ocorrência foi registrada na 119ª DP.

Ainda utilizando as informações contidas nas denúncias do Linha Verde, os policiais se dirigiram até Araruama e na Rua Piraquara, no bairro Itatiquara, também encontraram um terreno com cerca de 500 metros quadrados onde havia a comprovação da retirada ilegal de barro. De acordo com a Lei de Crimes Ambientais (9605/98), em seu artigo 55 “executar pesquisa, lavra ou extração de recursos minerais sem a competente autorização, permissão, concessão ou licença, ou em desacordo com a obtida” é considerado crime, com detenção de seis meses a um ano e multa.

O Linha Verde solicita a população que continue denunciando ilícitos ambientais em todo o Estado do Rio através dos telefones 0300 253 1177 (interior, custo de ligação local), 2253 1177 (capital), ou através de seu aplicativo para celulares “Disque Denúncia RJ”, onde usuários com sistema operacional Android ou IOS podem denunciar anexando fotos e vídeos, também com a garantia do anonimato. A população pode também conhecer e curtir o Linha Verde no facebook, através do endereço: www.facebook.com/linhaverdedd.

Linha Verde, o Disque Denúncia do Meio Ambiente.​



Ver todas as notícias

© 2015 Disque-Denúncia Rio todos os direitos reservados. Criação e desenvolvimento por ASCOM DD Rio.

O Disque-Denúncia é uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública com a sociedade civil do Rio de Janeiro.