Ver todas as notícias

27_10_2017__1_20953714_1735498033150130_4614588222778999961_n.jpg - uploaded/imgs/noticias/27_10_2017__1_20953714_1735498033150130_4614588222778999961_n.jpg - ​Operação das Forças de Segurança no Complexo do São Carlos


​Operação das Forças de Segurança no Complexo do São Carlos

27/10/2017



Na manhã desta sexta-feira (27) iniciou-se mais uma operação desenvolvida no contexto do Plano Nacional de Segurança Pública, sendo realizada desta vez no Complexo do São Carlos – composto pelas favelas São Carlos, Mineira, Querosene e  Zinco.

As informações sobre esconderijo de armas, localização de bandidos, cargas roubadas, pontos de vendas de drogas e veículos roubados que chegarem aos canais de atendimento do Disque Denúncia, relativas à localidade, serão encaminhadas em tempo real à nossa equipe que está no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). Participando das ações de inteligência, o Disque Denúncia do RJ está presente de forma efetiva acompanhando as autoridades em suas tomadas de decisões durante as operações. O anonimato é garantido ao denunciante e ele pode ajudar a polícia e as Forças Armadas durante a operação.  

 

O Complexo do São Carlos é um conjunto de favelas na região central do Rio de Janeiro - bairros Estácio e Catumbi. 

O Disque Denúncia, através do Portal dos Procurados, lança cartaz com a foto de alguns traficantes que também são alvos desta operação. São eles: 

1 - Alex Marques de Melo, “Léo Serrote”; integra o tráfico do São Carlos.

 

2 – Marcelo Bernardino da Fonseca, “Limão da 40”; Chefe do tráfico do São Carlos.

 

3 – Leonardo Miranda da Silva, “Léo Empada”; Gerente Geral do São Carlos. Ele foi líder da invasão da Rocinha a mando da facção ADA.

 

 

4 – Alex Correia dos Santos, “2G”; integra o tráfico do São Carlos.

 

Aproveitamos para informar que através dos serviços prestados pelo Disque-Denúncia, ao longo destes 22 anos de existência, já ultrapassamos a marca de 2.350.000 denúncias cadastradas. Destas, 8.213 foram recebidas através do nosso aplicativo "Disque Denúncia Rio" lançado no dia 1º de agosto de 2016. 

Nosso aplicativo é habilitado para todos os tipos de celulares - disponíveis para ser baixado nas lojas virtuais Google Play e APP Store - e permite que o denunciante anexe, junto à denúncia, fotos e vídeos. 

O Disque-Denúncia solicita a população de todo o Estado que continue denunciando qualquer tipo de atividade criminosa através de seu APP de denúncias, onde é possível anexar fotos e vídeos, disponível nas lojas virtuais Google Play e Apple Store ou através dos telefones 2253 1177 (capital) e 0300 253 1177 (interior) no custo de uma ligação local.

O anonimato é garantido ao denunciante.



Ver todas as notícias

© 2015 Disque-Denúncia Rio todos os direitos reservados. Criação e desenvolvimento por ASCOM DD Rio.

O Disque-Denúncia é uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública com a sociedade civil do Rio de Janeiro.